Desde 2010 vigora na justiça trabalhista a periculosidade para aqueles trabalhadores que laboram em prédios com geradores. E, neste momento, o seu gerador de energia se transforma num gerador de problemas. Indústrias, empresas corporativas, entre outros setores que tenham geradores em suas instalações não podem deixar de obter o laudo de gerador, que é um serviço que analisa a instalação do equipamento a fim de atestar sua conformidade com a NR 20 e, em consequência não criar passivo trabalhista na empresa. 

O laudo de gerador é elaborado segundo as legislações:

  • NR 20;
  • Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros de cada estado;
  • NBR 17.505;
  • OJ 385 do TST.

 As verificações efetuadas para a produção do laudo de gerador abarcam diferentes critérios, entre eles: 

  • Identificação do equipamento e seu tanque de abastecimento;
  • Análise de risco do equipamento;
  • Conformidade com a NR 20;
  • Análise do local de instalação;
  • Sugestões para regularização do sistema.

Constam no laudo de gerador, além das verificações citadas anteriormente, detalhes construtivos, instalação, disposição na edificação, entre outras características do equipamento que são importantes para a eliminação da periculosidade.

*Todos os campos de preenchimento são obrigatórios

Outros programas

  • AET

    A AET – Análise Ergonômica do Trabalho tem como objetivo atestar as condições de trabalho e as adaptações feitas para minimizar os possíveis problemas físicos e psicológicos de cada indivíduo....

    Veja mais
  • PCMSO

    De forma resumida, o programa de controle médico de saúde ocupacional é um conjunto de ações que visam proteger a saúde dos trabalhadores. A implementação do programa é geralmente feita...

    Veja mais
  • PCA

    O PCA – Programa de Conservação Auditiva tem como objetivo a adoção de medidas de controle suficientes para a proteção dos trabalhadores expostos a níveis de ruído que possam desenvolver...

    Veja mais